Texto e fotos copyright Márcio Sousa.
Para posts anteriores seleccionar os arquivos na coluna da direita.
Clicar nas fotos para ampliar.
Obrigado pela visita e comentários.
Márcio Sousa

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Hidroaviação na Madeira



A 25 de Março de 1949 realizou-se a primeira viagem experimental, com o objectivo de estabelecer uma carreira aérea regular entre Londres e a Ilha da Madeira, com escala em Lisboa.
Mário Rosa, um dos passageiros do voo inaugural, enviado especial do lisboeta Diário de Notícias, a 29 do mesmo mês, relatava assim o acontecimento
Pelas 13 horas do dia 25, amarou na enseada da Pontinha o poderoso hidroavião Short Hythe, da Aquila Airways, tendo feito uma magnífica viagem.
O aparelho voou ainda sobre Porto Santo, para estudo das condições locais, ainda fez o mesmo sobre as baías de Porto Cruz, Machico e Abra, na Ponta de S. Lourenço.
No trajecto de Lisboa ao Funchal, gastou cerca de quatro horas, sendo esse o tempo que se estima, mais ou menos, que será o período médio para este percurso.
Aguardavam-no milhares de pessoas em todo o litoral, manifestando bem o seu contentamento, pois esta nova carreira aérea representava um alto benefício para aquela formosa ilha. E não só para os madeirenses, mas também para os continentais, essas carreiras seriam da maior vantagem, agora regularizadas, estabelecendo assim uma comunicação mais fácil e rápida entre aquela nossa colónia e a metrópole
.





“Aquila Airways” que operou regularmente na Madeira entre 1949 e 1958








Faz também esta quarta-feira 53 anos que a 9 de Novembro de 1958 deu-se o primeiro acidente da aviação comercial portuguesa. 
Um hidroavião Martin PBM-5 Mariner da companhia ARTOP, num voo entre Lisboa e Funchal, cai ao mar com 36 pessoas a bordo.
Artop (Aero-Topográfica; mais tarde Aero-Transportadora)

Efectivamente, com a suspensão dos voos da Aquila, foi a companhia Portuguesa Artop, que se lançou na rota entre Lisboa e o Funchal, utilizando dois hidroaviões bimotores Martin-Mariner, baptizados 'Madeira' e 'Porto Santo', tendo efectuado o primeiro voo a 1 de Outubro de 1958.Um acidente com o 'Porto Santo' de registo CS-THB em pleno Atlântico ocorrido a 9 de Novembro de 1958, os destroços nunca foram encontrados,o ultimo contacto da tripulação via rádio foi  "Sou forçado a aterrar imediatamente" Salazar ainda deu ordens para que um submarino pesquisasse toda aquela zona onde se supôz pudesse estar o avião ainda andou um outro americano mas depressa desistiram.Este acidente levou ao encerramento prematuro desta operação, levantando questões sobre as condições de segurança em que se efectuava a operação.

Sem comentários:

Enviar um comentário