Texto e fotos copyright Márcio Sousa.
Para posts anteriores seleccionar os arquivos na coluna da direita.
Clicar nas fotos para ampliar.
Obrigado pela visita e comentários.
Márcio Sousa

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Vinda do AN-124 a Madeira não passou de um sonho

Reparação em Las Palmas


Madeira não tem capacidade logística para reparar a avaria


O navio graneleiro 'Cape Mor' que encontra-se fundeado desde a passada quarta-feira no fundeadouro do porto do Funchal, deverá deixar as águas madeirenses no decorrer deste fim de semana rumo ao porto de Las Palmas.


Segundo o DIÁRIO apurou, apesar de o navio ainda ter uma avaria na 'máquina', que provocou a sua permanência na Região, primeiro na Ponta do Pargo e agora no fundeadouro do Funchal, o facto de a Madeira não ter condições logísticas para a reparação levou à opção do armador.

A falta de um estaleiro capaz de receber um navio com estas dimensões - cerca de 300 metros de comprimento - bem como o facto de o porto do Funchal encontrar-se nesta altura do ano com reservas de paquetes, hipotecaram que a reparação global da avaria tivesse lugar na Região.

Assim, o navio que está a ser submetido a inspecções diversas por parte do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos e da Capitania do Porto do Funchal, deverá receber autorização para deixar as águas madeirenses e rumar, pelos seus próprios meios até ao arquipélago das Canárias.

Recorde-se que este navio fundeou inadvertidamente no passado sábado, a cerca de uma milha do calhau das Achadas. Após um 'braço de ferro' com as autoridades portuguesas, o navio - após reparar parte da avaria - acatou as ordens e rumou ao fundeadouro do porto do Funchal.

Fonte: DN

Fica gorada assim a vinda do AN-124 a Madeira, enquanto houver canárias "por perto" vai tudo pra lá turismo, aviões, etc...Portugal no seu melhor.

4 comentários: