Texto e fotos copyright Márcio Sousa.
Para posts anteriores seleccionar os arquivos na coluna da direita.
Clicar nas fotos para ampliar.
Obrigado pela visita e comentários.
Márcio Sousa

sábado, 11 de setembro de 2010

Portugal manifesta intenção de adquirir seis KC-390

Brasil e Portugal formalizam discussões visando parceria para o programa KC-390.

A Aeronáutica e a Embraer apresentaram, nesta semana, em São José dos Campos (SP), no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), a maquete em tamanho real do compartimento de cargas da aeronave KC-390, de médio porte, que está em fase inicial de desenvolvimento. O “K” do nome significa reabastecedor e o “C” transporte.

O Brasil é o proprietário do projeto, que poderá contar com parceiros de outros países, para a produção de um avião de transporte que, no futuro, apoiará as Forças Armadas e de outras nações interessadas no produto, em missões de transporte de tropa, de carga, de veículos militares, busca e resgate, lançamento de paraquedistas e carga e reabastecimento em vôo, além de operações de ajuda humanitária pelo mundo, como no caso do Haiti e do Chile.
Participaram da apresentação o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, e o presidente da Embraer, Frederico Curado, além de representantes do Alto Comando da FAB e militares e engenheiros envolvidos diretamente no projeto.
O contrato para o desenvolvimento do cargueiro, e produção de dois protótipos, foi assinado há dez meses e o projeto está na primeira etapa de desenvolvimento, quando são realizados os estudos preliminares. Nesse período, diversos ensaios ocorreram e outros estão previstos, inclusive com o uso da maquete em tamanho real.
Segundo a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), responsável pela gerência executiva do Projeto KC-390, está previsto o primeiro vôo do protótipo em 2014. Ainda, a comissão ressalta que o projeto demarca um momento histórico para a Aeronáutica, Embraer e o País.
De acordo com o presidente da Embraer, o projeto traz à empresa “um enorme desafio”, que a levará a um patamar diferenciado no mercado de defesa. O KC-390 é quase 50% maior em peso do que o maior avião fabricado hoje pela empresa, o Embraer 190, que já opera na FAB em missões de transporte.

Em cerimônia realizada hoje em Lisboa, Portugal, o ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, e o ministro da Defesa Nacional de Portugal, Augusto Santos Silva, assinaram uma Declaração de Intenções relativa à participação no programa de desenvolvimento do jato de transporte militar KC-390. O acordo marca o início das negociações para a entrada de empresas portuguesas no projeto e na fabricação do novo avião, bem como para a futura aquisição de seis aeronaves para equipar a Força Aérea Portuguesa.
“Temos fortes laços históricos de cooperação bilateral com o Estado português e vemos com muito entusiasmo a futura participação no programa KC-390, que contribuirá decisivamente para o fortalecimento do cluster aeronáutico do país”, disse Frederico Fleury Curado, Diretor-Presidente da Embraer. “Temos muito trabalho à frente. Os estudos preliminares foram concluídos e estamos avançando na definição da configuração final da aeronave e dos principais fornecedores.”
Portugal é o terceiro país a assinar um acordo para discussões de parceria internacional para o KC-390 em menos de um mês. Em agosto, o governo do Chile oficializou seu interesse em participar do programa por meio da Empresa Nacional de Aeronáutica (Enaer) chilena e de adquirir seis aeronaves. No início deste mês, a Colômbia também assinou uma Declaração de Intenções para cooperação e futura aquisição de 12 aviões. Com a intenção manifestada pela Força Aérea Brasileira (FAB) de adquirir 28 aeronaves, em julho, e esta decisão de Portugal, eleva-se para 52 aviões a perspectiva de vendas futuras do KC-390.
O Governo português deverá assinar na próxima semana, no dia 21, um protocolo de intenções com a brasileira Embraer no sentido de garantir o compromisso das autoridades lusas em estudar a entrada de empresas portuguesas no projecto do avião de carga KC-390, noticiou o semanário “Expresso”.

De acordo com a mesma fonte, a carta de intenções será assinada dia 21 durante o salão internacional de aviação de Farnborough, que decorre entre os dias 19 e 25 deste mês em Inglaterra.
Para o dia 21, segundo a programação daquele certame, está previsto um encontro promovido pela AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e pelo Barclays Corporate sobre o “cluster” aeronáutico português.


FONTE / IMAGEM: Embraer
http://www.aereo.jor.br/2010/09/10/portugal-manifesta-intencao-de-adquirir-seis-kc-390/

2 comentários:

  1. Pois....como tantas outras manifestações de intenções relativas às Forças Armadas...acredito quando os vir por cá a voar...

    ResponderEliminar
  2. Pois é, num país cheio de intenções...só vendo para crer.

    ResponderEliminar